Ser uma pessoa bem resolvida nos dias de hoje é essencial para nos formarmos como pessoa e nos impor perante a sociedade. Há muitas opiniões, manipulações, alienação e pessoas querendo te influenciar.

Uma pessoa bem resolvida é aquela que tem segurança e confiança em si mesmo, possui amor próprio, conserva suas opiniões, é autentica, não busca sua metade pelo simples fato de ser uma pessoa completa, resolve seus problemas, busca seus sonhos e conduz sua própria vida.

Para algumas pessoas, isso é muito simples, é natural. Mas para outras, há uma dificuldade em cada passo para se tornar quem deseja. Apesar de não existir uma regra para ser uma pessoa resolvida, vamos dar algumas dicas para você alcançar esse objetivo sabendo por onde começar.

AMOR PRÓPRIO

Se amar e ter uma boa autoestima é fundamental para uma boa vida. Precisamos nos amar mais, nos aceitar como somos, não mudar para agradar outras pessoas e pensar no nosso bem estar.

Uma autoestima elevada nos transforma em pessoas mais felizes, confiantes e seguras de si. Se olhar no espelho e ficar satisfeito com seu reflexo é uma sensação que todos deveriam sentir.

Se você não gosta de tudo em sua aparência, você tem a opção de mudar, desde que essa mudança seja para agradar você mesma. Corra atrás de seu objetivo e sinta-se bonita(o) da maneira que desejar, mas não busque mudança para agradar terceiros, não vale a pena.

Sentir-se bem, empoderada(o), firme e confiante é uma ótima maneira de se libertar de qualquer padrão imposto e ser uma pessoa bem resolvida.

MUDE O QUE TE INCOMODA

Desde o momento que não estamos satisfeitos com alguma situação, temos que buscar alternativas para sair disso e mudar a realidade. Se ficarmos reclamando, culpando outros pelos próprios fracassos, estamos dando chance à infelicidade e aceitando uma vida que podemos mudar.

É claro que a vida não é só feita de alegrias, mas devemos sempre olhar o lado positivo de cada situação para não ficarmos desanimados. Sempre existirão problemas e soluções, mas não devemos nos abater com as pancadas que a vida nos der. Ser feliz é fundamental!

SAIBA DIZER “NÃO”

Para manter a saúde mental e emocional equilibrados, é preciso impor limites e dizer não. Nossa vontade e disponibilidade vêm em primeiro lugar. Seus sonhos, metas, objetivos e vontades devem ser prioridades em cima dos abusos que terceiros praticam com você.

Se colocar em primeiro lugar não é egoísmo, é seu direito! Não se deixe levar pelo drama alheio e o pensamento de que vai chatear os outros. Você não precisa agradar todo mundo, você precisa agradar a si próprio. Quando impomos limites, mostramos atitudes e nos posicionamentos perante os demais.

VOCÊ É RESPONSÁVEL PELA SUA FELICIDADE

Vemos muitas pessoas colocando sua felicidade nas mãos de outras pessoas. Elas dependem emocionalmente de alguém, não conseguem ser felizes por conta própria. Esse é um dos maiores erros que podemos cometer na vida. Devemos ser feliz sozinho para depois ser feliz com alguém.

Não podemos deixar outra pessoa definir nossa felicidade e, ao mesmo tempo, não podemos nos responsabilizar pela felicidade de alguém. Isso é algo que apenas nós mesmos podemos ser responsáveis, pois cada pessoa sabe o que a faz feliz.

Viver em par deve ser apenas um complemento para uma vida que já está completa. Desde o momento em que não conseguimos enxergar uma vida sem colocar todas as expectativas em cima de outra pessoa, já não somos mais nós mesmos. Não podemos viver para outro, por outro e pelo outro. Viva por você!

FALE O QUE SENTE E SEJA VOCÊ MESMO

A dificuldade em expressar o que sente por meio de palavras é mais comum do que imaginamos. Existem diversos motivos pelos quais o individuo inibe seus sentimentos, personalidade e senso crítico, desde a timidez ao medo de ser rejeitado ou ridicularizado, por exemplo.

A pressão social muitas vezes nos faz usar máscaras que cobrem nosso jeito de ser para agradar opiniões alheias e se manter imparcial. O resultado disso é a frustração de não conseguir expor suas opiniões, gostos e sua real personalidade.

Devemos ser nós mesmos, agradando ou não as outras pessoas. Se for para cativá-los, que seja sendo a sua versão original. Não finja ser alguém que você não é!

ESTEJA RODEADO POR PESSOAS INTEIRAS

Se você se considera uma pessoa bem resolvida consigo mesmo e com o mundo, é preciso cultivar esse mesmo tipo de pessoa. Não precisamos completar ninguém, e ao mesmo tempo, não devemos esperar que alguém nos complete.

Seja você mesmo, mude apenas se quiser, exponha suas opiniões e não se esconda. Devemos ser sempre gentis, mas não devemos fingir ser outra pessoa para agradar os demais.

Leia também: Como dar apoio a seu companheiro(a) com depressão

Clique aqui e saiba mais!