Para algumas pessoas, dizer “não” é uma tarefa fácil, uma palavra simples. Mas para outras, é uma tortura quase impossível de se praticar. Aqueles que têm dificuldades em se posicionar perante os outros precisam aprender a impor limites para que possam se sentir bem consigo mesmo.

Nessas situações acontecem uma repressão interna de suas próprias vontades para fazer a de terceiros pelo simples fato de não conseguir negar para não deixar a outra pessoa chateada. Com isso, o prejudicado é você mesmo.

NO ÂMBITO PROFISSIONAL

No ambiente de trabalho é muito comum vermos colegas abusando e sobrecarregando aquele que não sabe impor limites. Apesar de ser frequente, não deve ser visto como uma coisa normal. É um circulo vicioso em que alguém abusa de um colega que não sabe dizer “não”.

Muitas pessoas que são consideradas “boazinhas” nas empresas vivem em meio à ansiedade e conflitos internos para agradar a todos e desagradar a si mesmo. Elas muitas vezes são usadas para fazer o serviço que quem prefere procrastinar.

NO ÂMBITO FAMILIAR

Os “bonzinhos” no meio da família são aqueles que sempre serão explorados por seus amigos e familiares em tarefas que não precisaram exercer. Tudo e todos ficam em cima do bonzinho que não negará o favor.

Por ser conhecido como aquele que ajuda todo mundo, é super prestativo e solidário, as pessoas ao redor tendem a sempre pedirem auxilio em algo que não seria necessário.

COMO DIZER “NÃO”?

Existe uma maneira mais delicada de dizer “não” sem ser rude ou grosseiro. Como por exemplo:

1 – Quando alguém vier pedir auxilio em algo que você saiba que é abuso e que você estará sendo usada, diga um “não positivo”. Isso se faz dizendo que no momento não é possível, pois você está ocupado com suas próprias tarefas, e que futuramente, se possível, o ajudará.

Assim, você deixará claro que está disposto a ajudar, mas que suas atividades são prioridade. Seu posicionamento é essencial para que os outros entendam que você tem coisas importantes a fazer e eles devem respeitar isso.

2 – Outra forma é dizer que você não poderá atender ao pedido, mas irá mostrar algum caminho para que ela faça sozinha. Dê algumas dicas e bizus para que ela possa solucionar o próprio problema.

VOCÊ É PRIORIDADE!

Para manter a saúde mental e emocional equilibrados, é preciso impor limites e dizer não. Nossa vontade e disponibilidade vem em  primeiro lugar. Não devemos nos sobrecarregar ou deixar de fazer nossos deveres para agradar a outros.

Seus sonhos, metas, objetivos e vontades devem ser prioridades em cima dos abusos que terceiros praticam com você. Entenda que a primeira pessoa na sua lista deverá ser sempre você mesmo. Claro que você pode ajuda-los, mas quando estiver dentro de suas possibilidades e quando você julgar necessário.

Quando dizemos “sim” todo o tempo, fazemos com que pessoas abusadas ao encarar um problema, jogarão sempre para você em vez de soluciona-los. Assim, você resolver o problema dos outros e gera um para si mesmo> acumulo de trabalho, estresse e ansiedade.

Por isso, tenha em mente que você é prioridade! Não se deixe levar pelo drama alheio e o pensamento de que vai chatear os outros. Você não precisa agradar todo mundo, você precisa agradar a si próprio. Quando impomos limites, mostramos atitudes e nos posicionamentos perante a sociedade.

LEIA TAMBÉM: O erro de se sobrecarregar

Clique aqui e saiba mais!