Em um mundo cada vez mais individualista, a capacidade de sentir e compreender a dor do outro sem julgamentos e preconceitos se torna mais difícil de encontrar. A empatia leva as pessoas a ajudarem umas às outras. Ter empatia essencial para resolver conflitos e sentimentos em qualquer relação, seja profissional, amizade ou familiar.

Ser empático significa ter a capacidade psicológica para sentir o que sentiria outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções de outras pessoas.

Para a psicologia, a empatia é dividida entre cognitiva e afetiva. A cognitiva é mais fácil de ver, pois ela se relaciona apenas à capacidade de compreensão da perspectiva psicológica dos demais. Já a afetiva exige uma capacidade maior de se colocar no lugar do outro, pois ela está relacionada a nossa aptidão para experimentar as emoções a partir da observação das experiências vivenciadas por outras pessoas.

EMPATIA E O LUTO

Quando se trata de luto, a empatia deve vir em primeiro lugar. O sofrimento de perder um ente querido é algo que só quem sente sabe como é. Mas podemos nos colocar no lugar do outro e tentar compreender como ele está se sentindo.

O luto é um momento que todos nós vamos vivenciar nesta vida. É uma experiência diferente para cada pessoa, assim como a superação. Ter empatia nesse momento é essencial para conseguir prestar o apoio adequado, mesmo que pareça difícil sentir as dores, as angústias e os sofrimentos das pessoas com quem convivemos.

COMO SENTIR A DOR DO OUTRO?

Uma pessoa que sente a dor do outro é aquela que consegue entender a dor alheia, deixando o egocentrismo de lado e compreendendo o ponto de vista da outra pessoa, com generosidade, tolerância e apoio.

É importante não tratar a dor alheia como fragilidade ou tentativa de manipulação. Ofereça ajuda sem esperar algo em troca, esse é um momento extremamente delicado.

Outra questão é respeitar as escolhas, interesses e personalidade da outra pessoa, assim como seu espaço. É preciso estar aberto ao diferente sem pré-conceitos. Ser um bom ouvinte é uma das melhores formas de dar apoio.

Conecte-se com os seus sentimentos e do outro. Em caso de não saber o que falar, apenas abrace e esteja por perto.

COMO AJUDAR ALGUÉM ENLUTADO?

Primeiro passo é entender que o luto possui 5 fases: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação. O processo de cada uma delas exige paciência de sua parte.

Quando você compreender e tiver empatia pelo que o outro está passando, ajude-o. Mostre que você está ali para o que for preciso, mesmo que seja para uma simples conversa.

É importante demonstrar carinho e amor. Uma pessoa que está enlutada precisa receber o apoio emocional de seus amigos e familiares. Sabemos que o amor é importante em nossa vida e neste momento é mais do que fundamental para que a pessoa possa superar essa fase.

Então, a melhor forma de você ajudar alguém a passar pelo luto é demonstrando amor, carinho, compreensão e apoio. No momento certo, essa pessoa irá superar tudo isso e será feliz novamente.

Caso esteja muito difícil de alcançar a fase de aceitação, leve esta pessoa a obter ajuda de psicólogo. Este profissional é indicado para auxiliar as pessoas que estão passando por conflitos emocionais.

LEIA TAMBÉM: Luto em família: como superar?

Clique aqui e saiba mais!