O Natal é uma comemoração que costuma reunir todos os familiares para a ceia. É uma época de felicidade, alegria, amor e esperança, mas também pode ser uma época triste e de muitas saudades para algumas pessoas. Para quem perdeu uma pessoa querida, passar por datas comemorativas sem se lembrar dessa pessoa e o quanto ela faz falta é impossível.  

Apesar de tudo, não podemos nos deixar que o luto nos impeça de continuar vivendo com as pessoas que estão ao nosso lado. O ciclo da vida é esse: nascer, viver e morrer. Temos que lembrar que ainda existem outras pessoas queridas vivas que estão conosco e que precisam de nossa energia positiva para seguir em frente.

É importante lembrar que cada indivíduo vai reagir a datas especiais após a perda de forma diferente. Cabe a nós respeitar, apoiar e ter empatia nesse momento delicado da nova realidade.

No Natal passado, publicamos um texto importantíssimo que ajuda as pessoas a passar por essa comemoração de maneira mais leve. Por isso, achei importante ressaltar novamente esses pontos. São eles:

PARA OS ENLUTADOS

– Você não precisa ser o responsável por toda organização das comemorações de fim de ano. Delegue funções para os familiares e divida as tarefas;

– Não desconte sua tristeza na comida ou no álcool. O alivio apenas será temporário e os danos causados pelos excessos podem ser permanentes;

– Permita-se estar triste. Não reprima seus sentimentos, coloque-os pra fora. Quando se deixa os sentimentos surgirem naturalmente, eles vão embora da mesma forma que vieram;

– Saiba que você perdeu uma pessoa amada fisicamente, mas ela ainda vive dentro de seu coração e nas suas lembranças;

– Diga não quando for necessário. Você não precisa fazer algo para agradar outras pessoas. Pense no seu bem estar primeiro.

 PARA A FAMÍLIA E AMIGOS

– Ter empatia é o primeiro passo para ajudar alguém enlutado a passar pelas festividades;

– Não julgue a dor do outro. Você não sabe pelo que a pessoa está passando e nem o que está sentindo;

– Esteja aberto para escutar. Mesmo que você não saiba o que dizer, pode ajudar simplesmente ouvindo o que a pessoa tem a dizer. No momento, você saberá usar as palavras para confortar a pessoa querida;

– Se ofereça para ajuda-lo. Quando perdemos alguém especial ficamos sem direção e muitas vezes paramos com a rotina do dia a dia. Um simples gesto de ir ao mercado, fazer o almoço ou até mesmo colocar a roupa na máquina é uma ajuda muito bem-vinda para quem está desnorteado.

Nesse natal, apesar de toda dificuldade e tristeza, precisamos valorizar o tempo que temos vivos ao lado de pessoas que amamos. Não podemos morrer junto com quem se foi e permanecer nesse mundo. Isso não é viver.

A saudade sempre vai existe, só é preciso saber viver com esse sentimento e transformá-lo em uma saudade com boas recordações. Quando a dor passar, ficará o sentimento de gratidão por ter vivido ao lado da pessoa que partiu e, onde ela estiver, estará para sempre ao seu lado.

LEIA TAMBÉM: Lembranças de um natal passado…

Clique aqui e saiba mais!